14/04/2014

Resenha | Insígnia: A Arma Secreta - S. J. Kincaid 1#

Insígnia: A Arma Secreta
Autor: S. J. Kincaid
V&R Editoras Brasil

Considerado um fracassado por todos, com uma aparência pouco digna de atenção e uma vida cheia de incertezas, Tom Raines é um garoto de 14 anos que possui apenas uma habilidade – jogar videogame. Durante anos perambulou de cassino em cassino com seu pai, um jogador sem sorte, que fazia de seu vício um meio de sobrevivência e, a cada dia, iniciava uma jornada em busca de um “lar”, mesmo que isso significasse um quarto qualquer pago com um pouco de dinheiro ganho em apostas. Certo dia, ao ter seus combates virtuais monitorados por um general, Tom é convidado para integrar a elite do Exército e usar seu talento para ajudar o seu país a vencer a Terceira Guerra Mundial. Neste combate, os oponentes são empresas multinacionais e não há vítimas humanas. Sediada no sistema solar, a disputa principal é o controle sobre os direitos de mineração e recursos naturais em extinção. Os combatentes são, na verdade, máquinas controladas pela força da mente dos adolescentes, através de dispositivos implantados em seu cérebro. Tom então percebe que essa será a oportunidade de tornar-se alguém importante e conquistar sucesso, amigos e um amor de verdade.


Insígnia é uma visão muito interessante sobre o futuro e como Terceira Guerra Mundial seria se fosse no espaço.  E qual a melhor maneira de manter tudo interessante? Faça as crianças ou adolescentes fazem toda a luta para você.

Mas os jovens realmente não precisa ir para o espaço, e eles não vão ser explodido ou qualquer outra coisa por isso não há necessidade de se preocupar . Eles podem facilmente controlar as naves espaciais no conforto do Pentagonal Spire, e ainda tem a chance de se tornar famoso. Mas é claro que sempre algo da errado...

Tom Raines foi escolhido por suas excelentes habilidades em jogar jogos de vídeo, porém ele ficou fora por causa de seu instinto inato que sempre querer ganhar. Tom AMA de ganhar, além disso, ele quer muito ser um alguém, isso também o tornou arrogante. No entanto, eu realmente gosto dele por ser inteligente e determinado. Ele definitivamente não é perfeito, mas é um grande personagem.

Eu amo grupo de amigos de Tom. Eles estavam todos apenas engraçado e divertido, e eu me apaixonei por cada um deles. Temos Vik, que se torna o melhor amigo de Tom . Ele ensina Tom muito do que ele precisava saber no Pentagonal Spire, eu sinceramente gostaria de ver mais da dupla Tom e Vik. Há também uma menina muito inteligente, desengonçada e desajeitada chamada Wyatt, bem como um garoto muito atlético, mas muito confuso chamado Yuri, e há também o Beamer, enfim, chega de tanto detalhes!

Embora Insígnia é parte de uma trilogia, eu sinto que é importante mencionar que o final não vai deixá-lo frustrado (essa resenha pode não ter sido muito explicativa em relação a estória do livro, pois há muito detalhes que eu prefiro que vocês leiam e também porque detesto spoiler) Ele pode ser facilmente lido como um romance autônomo e não termina em uma coisa chata que depois você fica, “ah, foi legalzinho” , que vai mostrar que um livro não precisa de um final em aberto para chamar os leitores de volta e eu não tenho absolutamente nenhuma ideia de onde o segundo e terceiro livros nos levará.

Comentários
0 Comentários
Copyright © 2016 Meu Livro Preferido
| Distributed By Gooyaabi Templates