22/07/2014

Resenha | Proposta Inconveniente - Patricia Cabot

Proposta Inconveniente
Cabot, Patricia
Record  
Apaixonada pelo capitão Connor Drake, Payton sonha em ser capitã de seu próprio navio. Ela cresceu desejando essa profissão exclusivamente masculina, mas agora deve abdicar disso tudo para conseguir um bom marido. O problema é que Connor só percebe seus sentimentos por Payton na véspera de seu casamento com outra. Quando o barco dos noivos parte rumo às Bhamas, ele é atacado e resta a Payton se infiltrar num navio pirata para salvar a vida do amado. A coragem da jovem une os dois, e o resgate pode gerar mais frutos do que ela imaginou.




Quem me conhece bem sabe que eu adoro romances históricos. E como um excelente romance histórico que é, não poderia deixar de ler Proposta Inconveniente da autora Meg Cabot – aqui com seu pseudônimo de Patricia.

Pois bem, vamos à história: Payton Dixon é uma mulher que desde criança sonha em comandar um navio e que tem uma paixão secreta por Connor Drake, um velho amigo da família. Porém, para ele, ela não passa de uma criança ou de uma irmã mais nova. Então as coisas mudam, e Drake começa a vê-la com outros olhos quando as “roupas masculinas” que costuma usar passam a ser substituídas por um espartilho (nota-se aqui a grandessíssima semelhança com outros livros da autora de mesmo gênero como A Dama da Ilha, e Retrato  do Meu Coração).

Eu adoro as cenas dos irmãos da Pay – a cena em que eles percebem que ela já tem seios é demais -, eles a veem tanto como uma criança e a tratam tanto como uma que dá até dó dela...

[…] Payton baixou o olhar e examinou o decote. Era mesmo um pouco audacioso. Não tinha muito a mostrar, mas o pouco que tinha estava bastante exposto. Quando ergueu  os olhos novamente, viu que Hudson acompanhara seu olhar.
- Sim, Pay, eu notei que você já tem seios. Quando isso aconteceu? […] pag 13

Para piorar, Pay descobre que a bruaca da noiva de seu amado, a srta. Whitby está conspirando com o inimigo da família Dixon que quer um mapa que pertence à Drake. Ou seja, a cobra vai fumar! Tudo isso, porém, já dá pra saber pela sinopse e pela aba do livro.

Quando o navio dos noivos parte para Bahamas e é atacado, Pay não pensa duas vezes e infiltra-se na tripulação, fingindo-se de garoto. Para quem gosta de humor, definitivamente, o livro é ótimo, no começo do livros há várias cenas engraçadas. Mas também muitas irritantes, em minha opinião, como quando Payton pede um navio para comandar e seus irmãos e Drake dizem que não, isso o livro inteiro... é tão, mas tão cansativo! Putz, qual o problema de uma mulher ser a capitã de um navio? Sim, eu sei que é outra época, que as mulheres deviam baixar a cabeça e obedecer aos homens, mas... por favor!

Outra coisa que me incomodou profundamente também foi o fato do Drake saber que o filho que a besta da noiva esperava era de outro e mesmo gostando de outra, não quis cancelar o casamento. Cara, você gosta de ser chifrudo! A Pay deveria ter deixado que ele se livrasse sozinho da situação em que se meteu e casar com alguém que não fica irritado com sua tentativa de socorro e que a valoriza e a apoia...

No geral, como sempre, o livro é maravilhoso, muito bem escrito, com romance, humor, aventura, ação... e sendo um romance histórico de ninguém mais, ninguém menos que Patricia Cabot, já vale muito a pena!

Agora só espero que a Editora Record publique o último livro da Meg/Patricia que falta pra minha coleção de romances históricos: UM PEQUENO ESCÂNDALO! 





Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2016 Meu Livro Preferido
| Distributed By Gooyaabi Templates