20/08/2014

Resenha | O Guerreiro Pagão [Crônicas Saxônicas] - Bernard Cornwell 7#

O Guerreiro Pagão - Crônicas Saxônicas - Livro 7 

Bernard Cornwell
Grupo Editoral Record


Após um incidente envolvendo um abade, Uhtred, um dos últimos senhores pagãos entre os saxões, se vê atacado pela Igreja e por seus seguidores. Sem suas terras e com poucos homens, tudo que lhe resta é colocar um ousado plano em prática: recuperar Bebbanburg, a fortaleza onde cresceu e que foi tomada por seu tio. Porém, o que Uhtred não sabe é que sua missão pessoal vai colocá-lo num ardil capaz de reacender o confronto entre saxões e dinamarqueses, que pode selar de uma vez por toda o destino da Britânia e de sua rivalidade com Cnut.



"O Guerreiro pagão" é o sétimo livro dos Contos saxónicos, de Bernard Cornwell da criação do país que um dia seria conhecido como a Inglaterra. Como seus predecessores, o livro é uma maravilhosa saga histórica, profundamente pesquisado e completamente imaginativa.

Em questão aqui é Uhtred, um guerreiro saxão famoso que é pego no meio da mudança dos tempos.

Seu ex-senhor, o rei Alfred morreu, deixando o país em tumulto e Uhtred com poucos aliados. O problema começa cedo para Uhtred quando ele mata acidentalmente um padre, tornando assim os inimigos da Igreja e fazendo com que ele e seus seguidores a ser banido.

Ao mesmo tempo, seu inimigo de longa data, o senhor da guerra dinamarquês Cnut Longsword, o acusa de sequestrar sua esposa e dois filhos pequenos.Percebendo que há uma conspiração contra ele, Uhtred resolve ir ao fundo das coisas. O que ele encontra é um plano sinistro chocado pelos dinamarqueses e alguns traidores saxões, que levam a uma batalha épica que irá determinar o destino do país, o seu povo, e o próprio Uhtred.





Comparando com outros livros históricos, O Guerreiro pagão é excelente. A história envolve algumas figuras e eventos históricas reais, e Cornwell consegue criar um mundo complexo rico de sua autoria.

Uhtred foi incrivel, quando se apresentou para ser um simples guerreiro bárbaro, mas é na verdade um homem inteligente, cheio de lealdade e honra, como visto em suas interações com seus retentores e sua família.

Como mencionei antes, O Guerreiro pagão é o mais recente livro de uma série, e embora eu não li nenhum dos seis romances anteriores, é capaz de ficar por conta própria.

A narração de Uhtred frequentemente narra acontecimentos passados, o que mantém o leitor não iniciado no circuito em relação às pessoas e eventos.

Na verdade, o que está sendo dado sugestões de todas as coisas interessantes que aconteceram com Uhtred ao longo dos anos me faz querer ir e pegar os outros livros e seguir a saga desde o início.

Definitivamente vale a pena ler, e quem sabe, você também pode se tornar um fã.



Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Sou fascinada pela cultura nórdica...aqueles guerreiros eram incríveis...E pelo que pude percebr em sua resenha, o autor conseguiu captar a esencia daquele povo e retratá-los de maneira vívida e numa trama que nos remete àquele tempo. Fiquei encantada. Parabéns pela resenha Keka...bjs

    ResponderExcluir

Copyright © 2016 Meu Livro Preferido
| Distributed By Gooyaabi Templates