23/01/2015

Lançamentos Editora Tordesilhas


9788584190270-baixa.jpg
O que não existe mais é um relato sobre memória e desajuste, solidão e renascimento.


    Neste livro de contos, Krishna Monteiro explora esses temas sob vários ângulos. O de um filho perseguido nos corredores de sua casa pela lembrança viva o pai; o de um pacto celebrado pelo escritor João Guimarães Rosa numa encruzilhada; o de um galo de briga que, ao combater na arena, recorda toda a sua existência; o de um gato, narrando os últimos momentos de sua dona, sem compreendê-los; o de um velho soldado que tenta sem sucesso exorcizar a guerra; o de uma mulher que diante da degradação e do envelhecimento vê no ato de contar histórias a fonte mesma de criação e manutenção da vida.



 Pontos de destaque

  •      Krishna Monteiro é um autor estreante, trazendo à literatura brasileira e ao mercado editorial o frescor de um novo olhar combinado à elegância de uma escrita pautada na riqueza da tradição literária nacional.
  •  Por ser um livro de contos e, portanto, de leitura mais rápida, O que não existe mais é uma ótima opção àqueles que não têm muito tempo para ler.
  •    O tema principal do livro é a memória; como nossa formação é reconstruída e reconstruída a partir do que (e de como) nos lembramos do que passou e do que existiu. É, portanto, tema de fácil identificação para o leitor, visto ser algo que todos compartilham. Todos nós temos lembranças de cheiros, lugares, momentos e músicas que nos acompanham e fazem parte de quem somos.
  •      Krishna participou da criação do blog Jovens Diplomatas, em que jovens diplomatas brasileiros escrevem sobre suas experiências em cantos do mundo que não fazem parte do eixo turístico central, como o Sudão. O blog hoje conta com mais de 2.300 seguidores.


Sobre o autor

 Krishna Monteiro nasceu em 1973, em Santo Antonio da Platina, no Paraná, e esteve rodeado de livros desde pequeno. Depois de graduar-se em economia e obter um mestrado em ciências políticas, optou por entrar na carreira diplomática, em 2008. Foi editor de textos literários da revista Juca – diplomacia e humanidades, publicada anualmente pelo Itamaraty, e cocriador do blog Jovens Diplomatas. Em 2010, tornou-se vice-chefe de missão da embaixada brasileira no Sudão. Morando pela primeira vez em terras estrangeiras, foi tomado por lembranças de outras paisagens e cenas de infância escondidas na memória, e começou a escrever contos, em parte inspirados em sua própria história, em parte inventados, que resultaram no livro O que não existe mais. Atualmente, é Cônsul Adjunto do Brasil em Londres.O que não existe mais é sua estreia como escritor.



9788584190218-baixa.jpgJá parou para pensar aonde vão as meias sem par? A areia da praia levada pelo vento? E o barulho, quando tudo fica em silêncio?

   Esses são alguns dos mistérios que a vida distribui aos montes, e a verdade é que a algumas perguntas nem mesmo os adultos conseguem responder com certeza.
A mais difícil talvez seja esta: para onde vão as coisas, e as pessoas, quando não estão mais aqui? Cada um tem uma resposta diferente, mas, já que ninguém sabe ao certo qual é a certa, podemos dar asas à imaginação e inventar mil e uma possibilidades!
Colorido e poético, Para onde vamos quando desaparecemos? trata os temas da morte e da perda com analogias leves e sensíveis. Mostra, assim, que a ausência de respostas definitivas, em vez de angustiante, pode ser a oportunidade certa para que a imaginação ganhe asas e explore inúmeras possibilidades.



Pontos de destaque
  •   Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura de Portugal.
  •    Eleito um dos melhores livros de 2013 para crianças pelo site Time Out London
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2016 Meu Livro Preferido
| Distributed By Gooyaabi Templates