23/04/2015

Nevermore - Kelly Creagh [Resenha]

Nevermore


Kelly Creagh

A líder de torcida Isobel Lanley fica horrorizada quando descobre que seu parceiro para o projeto de inglês é Varen Nethers e que o projeto deve ser entregue — tão injusto — no dia do jogo contra o rival do colégio. Frio e indiferente, cínico e com a língua afiada, Varen deixa claro que ele também preferia não ter que estudar com ela. Porém, quando Isobel descobre um texto estranho escrito no diário de Varen, acaba vendo com outros olhos esse enigmático garoto de olhar expressivo.
Logo Isobel começa a inventar desculpas para poder encontrar Varen. Afastando-se cada vez mais de seus amigos e do namorado possessivo, Isobel entra mais fundo no mundo de sonhos que Varen criou nas páginas de seu diário, um mundo onde as aterradoras histórias de Edgar Allan Poe ganham vida.

Enquanto seu mundo começa a desmoronar ao seu redor, Isobel descobre que os sonhos, assim como as palavras, têm mais poder do que ela imaginava, e que as realidades mais assustadoras são aquelas criadas pela mente. Agora ela precisa encontrar uma maneira de chegar a Varen antes que ele seja consumido pelas sombras de seus próprios pesadelos.
A vida dele depende disso."

Eu sei, lendo a sinopse parece mais um livro clichê, com lideres de torcida e romance, mas esqueça isso e se prepare para um livro cheio de altas emoções, góticos, poemas de Edgar Allan Poe, fantasmas, criaturas em pesadelos e tudo mais que não se acha em livros clichê com lideres de torcida.

Isobel Lanley é uma líder de torcida, mas diferente de suas "amigas" ela não faz o estilo garota bobinha loira e de nariz em pé, na verdade ela é um pouco nariz em pé, mas diferente das outras ela não aceita tudo tão facilmente e tem um gênio muito forte para seu próprio bem. Ela te um namorado ciumento, e amigas que com o tempo se mostram não tão amigas assim. 

Até então, Isobel achava que tinha uma vida normal e perfeita, até que por causa de um trabalho de Inglês, ela faz dupla com o mais improvável, rei dos góticos, mas lindo de morrer (literalmente), apesar de ter uma língua afiada como uma navalha, Varen Nethers.

Eu de inicio não não gostava da Isobel, ela era chatinha e muito imatura as vezes, sem falar que era mimada pelo time de lideres de torcida e confesso, não gosto de lideres de torcida! Então de inicio pensei que iria ser mais um livro que eu iria largar por ai, mas o fato é que não consegui mais largar. E o grande charme desse livro, alem de estar cheio de referencias a Edgar Allan Poe e também que algo estranho esta acontecendo, e ao que tudo indica, acontece sempre em volta de Varen, e o mais estranho, tudo isso começou quando Poe parece ter surgido em seus dias também.

"Foi aqui que Isobel sentiu pela primeira vez uma pontada em sua mente. Devagarinho, as palavras começaram a sair do caminho e deixaram as imagens dos cortesões girarem, em câmera lenta, pelo olho de sua mente. Era como se ela tivesse se adaptado, de alguma forma, à densidade  da linguagem."

iIsobel é na verdade muito mais forte do que parece e graças a Varen ela começa a se mostrar mais e mais de sua verdadeira personalidade e claro, ela nega muito mas em pouco tempo, Varen, com toda sua estranheza e aparente ódio por tudo que é rosa e alegre, vai mudando seu mundo e cada vez mais se torna difícil ficar longe dele.

Varen Nethers é o astro do livro. Apesar dele ser narrado em 3ª pessoa, ele rouba a cena sempre que aprece, até porque ele sempre tem uma resposta na ponta da língua, nem sempre uma resposta agradável, um senso de humor cínico e toda beleza de um príncipe gótico, ele é um charme em pessoa e em poucas palavras. Serio gente, ele é apaixonante!

E não falo isso só pelo meu fraco por góticos (sim mundo, eu acho eles charmosos), e de ele ter uma personalidade mais do que marcante, ele também é uma pessoa cheia de segredos, mas os segredos estão surgindo e ele não consegue mais o controle que tinha antes.


"- [...] Mas depois ficou real e eu não consegui impedir.
- O quê? Impedir o quê?
- Foi quando eu conheci você - ele disse, com os lábios perto dos lábios dela de novo. - E os sonhos mudaram."


Bom, a parte misteriosa do livro é o que esta acontecendo de verdade com os dois, principalmente com Varen, e o grande charme do livro é que ele é sobre mundo de sonhos e pesadelos. É cheio de elementos sombrios mas todos cheio de um toque especial que a autora soube colocar muito bem em toda a leitura e claro mistérios que continuam  desde a época de Poe e sua ligação com tudo isso.
Ahhh e uma pausa especial para a nova melhor amiga de Isobel, sarcástica e incrivelmente engraçada, eu me apaixonei poe ela no momento que ela abriu a boca. Gwen é uma graça gente, e ela interagindo com Varen é hilario, já que ela não tem medo dele e na verdade é uma versão feminina dele mais sorridente e não gótica XD

Ele continuou olhando para Isobel, caminhando para trás, devagar. Varen estava fazendo aquilo de novo, conversando com ela usando o olhar.

Ela permaneceu presa em seu olhar, tentando ouvi-lo, tentando ler a mensagem subjacente. Finalmente ele se virou e saiu pela porta do refeitório. Depois de uma pausa, Gwen disse:

- Deixe-me adivinhar. Neste momento, você está tentando decidir se isso foi sensual ou irritante - ela fez uma pausa, como se estivesse formulando sua própria opinião. Finalmente, disse: - Foi totalmente sensual."


Com personagens marcantes e um enredo muito legal, eu super recomendo e estou ansiosa pela continuação!








A resenha também esta postada no blog da Ligia http://chacombolacha.blogspot.com.br/2015/04/nevermore.html
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2016 Meu Livro Preferido
| Distributed By Gooyaabi Templates