29/04/2016

Simon Vs. A Agenda Homo Sapiens - Becky Albertalli | Resenha


Simon Vs. A Agenda Homo Sapiens

Becky Albertalli
Editora Intrínseca

Simon é um adolescente e é gay, mas ninguém sabe.
Tudo muda quando Martin, o bobão da escola, descobre uma troca de e-mails entre Simon e um garoto misterioso que se identifica como Blue e que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte.
Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.


Nossa... Este livro tem tantas coisas para falar sobre as emoções do personagem principal e eu não sei o que dizer! 

Simon Vs. A Agenda Homo Sapiens nos lança na vida relativamente normal de Simon Spier. Simon ama comer Oreos, ouvindo Elliott Smith, fazendo referências a Harry Potter ... e aos meninos. Mas nem todo mundo sabe sobre essa última parte. Simon tem 16 anos e é gay, e a única pessoa que sabe disso é Blue. Blue é o pseudônimo de um menino - misterioso, na dele e preservado - da escola, que Simon tem conversado por email.

Devido a certos eventos (SEM SPOILERS), Simon está sendo chantageado, e agora ele tem que tentar manter Blue e ele no própio "armário".

E Simon se apaixona por ele. 

O problema é, o que ele pode fazer sobre isso, quando Blue poderia ter passando por ele todos os dias na escola sem saber? E se ele já conhece o Blue?

Desde o começo fica aquele mistério para saber quem é o Blue. Me senti lendo os livros de mistérios/policial do Harlan Coben - onde fico tentando descobrir quem é o vilão e o mocinho -, mas acaba por ser outra coisa, completamente diferente, Blue não é bem aquela pessoa que mostra ser...  

Existem outros personagens muito importantes para Simon, seus melhores amigos, Leah, Nick e Abby, que Simon sente vontade de falar o tempo todo sobre o seu segredo.

Não há grandes reviravoltas, nenhum drama maior, aventura ou morte. É simplesmente sobre Simon crescendo, tentando navegar no mundo da escola, família, amigos e a ele próprio. Como estamos em sua cabeça constantemente, vemos os julgamentos sobre as pessoas que ele faz, durante todo o tempo se preocupar em ser julgado. Mas isso é porque ele tem um caráter autêntico lutando para dar sentido de si mesmo tanto para ele, quanto para todo mundo. 
Eu também gostava de ver algo raro no YA: uma relação brilhante entre um adolescente e seus pais.

Já alerto que este livro é muito honesto e sem censura, então se você não está confortável com livros sobre personagens gays, então talvez este livro não é para você. Maaaas, se você não liga pra essas coisas e AMA livros assim, então eu definitivamente sugerir pegar este livro e devora-lo, pois ele está muito bem feito e lhe garanto muitos momentos adoráveis e um monte de risadas.







Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. oi ^^
    pow eu li esse livro em um único dia, achei uma gracinha e me diverti muito. sem contar que adoro esse tipo de literatura. eu recomendo muito esse livro.
    fico feliz que tbm tenha gostado.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Oi, Caroline!
    Sempre gostei de livros assim, com uma única história, mais "pé no chão" e honesta. Já tinha ouvido falar desse livro, mas não tinha dado muita importância. Agora que li sua resenha, fiquei muuuito interessada! Vamos ver se eu leio logo!
    Beijos, Bel
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Copyright © 2016 Meu Livro Preferido
| Distributed By Gooyaabi Templates